17°C 24°C
Curitiba, PR
Publicidade

Comunidade científica debate diretrizes para a Ciência, Tecnologia e Inovação do Paraná

Com o tema Justiça, Sustentabilidade e Desenvolvimento, a programação da 5ª Conferência Estadual contempla sete grupos de trabalho com diferentes ...

04/04/2024 às 08h50
Por: Neymar Bandeira Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: SETI
Foto: SETI

Discutir ciência, tecnologia e inovação para impulsionar o desenvolvimento socioeconômico sustentável com base no conhecimento. Esse é o objetivo da 5ª Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação do Paraná, que começou nesta quarta-feira (3) com cerca de 600 participantes de instituições públicas e privadas de ensino superior, comunidade científica, ambientes promotores de inovação, representantes governamentais e agentes do setor produtivo empresarial. O evento segue até quinta-feira (4) na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, em Curitiba.

Com o tema Justiça, Sustentabilidade e Desenvolvimento, a programação contempla sete grupos de trabalho com diferentes temas, como financiamento da pesquisa, permanência de pesquisadores no Brasil, inovação nas empresas, programas e projetos estratégicos, divulgação científica, juventude e inclusão social.

Durante a solenidade de abertura, o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, ressaltou o compromisso do governo com a ampliação de investimentos para o avanço científico. “A ciência do Paraná vive um momento ímpar, com investimentos nunca antes alcançados, o que reflete diretamente para que o Estado esteja em terceiro lugar no ranking de competitividade nacional, com impacto direto nos resultados econômicos”, afirmou.

Ele ressaltou o aumento recente no orçamento para a ciência, tecnologia e inovação, que corresponde a 2% da receita tributária, conforme estabelece a constituição estadual. “Em 2022, foram destinados R$ 100 milhões para o financiamento de projetos em várias áreas do conhecimento e no ano passado o valor aumentou para R$ 511 milhões”, explicou o secretário. Neste ano o montante chega a R$ 708 milhões . Os recursos são oriundos do Fundo Paraná de fomento científico e tecnológico, administrado pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti).

O secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Guila Calheiros, destacou a conferência como um “movimento nacional para discussões e criações de estratégias para um sistema efetivo de apoio à ciência”. "Em 2024, o investimento federal para o segmento, previsto para o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), é de R$ 12 bilhões", complementou.

Os participantes do evento também podem conferir ao longo dos dois dias de programação os principais projetos de ciência, tecnologia e inovação no espaço do Programa Paraná Mais Ciência , que operacionaliza a aplicação do Fundo Paraná, conforme o Plano Plurianual do Estado (PPA).

CENÁRIO ESTADUAL– Na programação do primeiro dia da conferência, um dos painéis discutiu políticas públicas implementadas pelo Estado, por meio da Seti, da Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital (SEI) e da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná. Os painelistas destacaram a Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação do Paraná , aprovada em março deste ano, assim como a formação de redes de pesquisadores voltadas para a proposição de soluções inovadoras em prol da sociedade.

Um dos palestrantes, o procurador do Estado do Paraná, Diogo Luiz Cordeiro Rodrigues, pontuou os aspectos jurídicos envolvidos no cenário científico paranaense. “Esse tipo de evento contribui para amadurecer as ideias e efetivar os projetos, sendo necessário institucionalizar as políticas públicas, por meio de normas e interpretações jurídicas, com foco numa cultura de apoio à ciência, tecnologia e inovação”, apontou.

GRUPOS DE TRABALHO– No período da tarde, os participantes começaram os debates nos sete grupos de trabalhos, utilizando metodologias definidas pelo MCTI para a elaboração de propostas para o avanço da ciência no Brasil. As atividades serão finalizadas nesta quinta-feira (4), com a apresentação de resultados em duas plenárias.

A professora Luciana Rosenau, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR), relatora do grupo que trata sobre políticas para permanência de pesquisadores no Brasil, sinalizou os desafios para a formação desses cientistas. “Estamos discutindo ações para tornar o país mais interessante para a permanência desses talentos, a partir de investimento em programas contínuos para assegurar o avanço de pesquisas”, enfatizou.

EVENTO REGIONAL– Os resultados da Conferência Estadual irão subsidiar a Conferência Regional Sul, que acontecerá em 25 e 26 de abril, também em Curitiba. Além do Paraná, o evento irá reunir participantes do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Os eventos estaduais e regionais realizados por todo o território brasileiro precedem a 5ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, prevista para em junho, em Brasília (DF). Os documentos compilados contribuirão para a elaboração da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2024-2030.

PARCERIA– As conferências contam com o apoio de diferentes instituições de ensino superior: UTFPR; Universidade Federal do Paraná (UFPR); Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila); Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS); IFPR; Universidade Estadual de Londrina (UEL); Universidade Estadual de Maringá (UEM); Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG); Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste); Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro); Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP); Universidade Estadual do Paraná (Unespar); Universidade Virtual do Paraná (UVPR); PUCPR e Universidade Positivo (UP).

PRESENÇAS– A abertura da conferência contou com a presença de autoridades governamentais, acadêmicas e institucionais: a controladora-geral do Estado, Luciana Carla da Silva Azevedo; o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig; os deputados estaduais Márcia Huçulak e Fábio Oliveira; o reitor Marcos Flávio de Oliveira Schiefler Filho, da UTFPR; o reitor Irmão Rogério Renato Mateucci, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR); a reitora Salete Paulina Machado Sirino, da Unespar; e presidente da União Paranaense de Estudantes (UPE), João Scandolara; entre outros.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Curitiba, PR
19°
Tempo nublado

Mín. 17° Máx. 24°

19° Sensação
4.12km/h Vento
70% Umidade
2% (0mm) Chance de chuva
06h30 Nascer do sol
06h04 Pôr do sol
Sáb 25° 17°
Dom 26° 17°
Seg 24° 18°
Ter 20° 18°
Qua 21° 18°
Atualizado às 20h03
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,12 +0,00%
Euro
R$ 5,46 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,10%
Bitcoin
R$ 364,640,71 -4,35%
Ibovespa
125,946,09 pts -1.14%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Publicidade