10°C 11°C
Curitiba, PR
Publicidade

Agosto Azul e Vermelho intensifica cuidados com as doenças vasculares

A Assembleia Legislativa do Paraná vai reforçar a conscientização sobre uma das principais causas de morte no mundo. O parlamento estadual aderiu à...

17/08/2023 às 23h21 Atualizada em 17/08/2023 às 23h51
Por: Redação Fonte: Assembleia Legislativa - PR
Compartilhe:
O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSD), orientou a iluminação neste 17 de agosto em alusão ao Dia Nacional da Consciência Vascular, ou Dia V. / Créditos: Orlando Kissner/Alep
O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSD), orientou a iluminação neste 17 de agosto em alusão ao Dia Nacional da Consciência Vascular, ou Dia V. / Créditos: Orlando Kissner/Alep

A Assembleia Legislativa do Paraná vai reforçar a conscientização sobre uma das principais causas de morte no mundo. O parlamento estadual aderiu à campanha Agosto Azul e Vermelho, promovida pela Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) e para chamar a atenção aos problemas vasculares e à importância da prevenção, as cores que vão iluminar a Casa de leis são uma inspiração nas representações mais comuns das veias (em azul) e das artérias (em vermelho).

O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSD), orientou a iluminação neste 17 de agosto em alusão ao Dia Nacional da Consciência Vascular, ou Dia V, conforme projeto de lei 403/2019, em análise no Senado Federal. A ação do legislativo se une a outras em diversos estados, em vários locais importantes, inclusive pontos turísticos.Como parte das comemorações do Agosto Azul Vermelho, também foi lançada este mês uma cartilha educativa sobre aneurismas.

O objetivo da campanha é conscientizar a população sobre a prevenção e tratamento precoce de doenças vasculares, já que, o número de pessoas afetadas tem aumentado a cada ano, representando um risco à população, podendo gerar danos à qualidade de vida dos pacientes e, em alguns casos, ser potencialmente fatais. Assim como qualquer enfermidade, a prevenção e o diagnóstico precoce são fundamentais.

A SBAC aponta que as doenças cardiovasculares (incluindo problemas cardíacos) são a principal causa de morte no mundo. E neste vasto grupo, estão doenças da circulação periférica e que compreendem uma variedade de problemas nas artérias, veias e vasos linfáticos.

Em geral, as doenças vasculares mais comuns, que chegam a afetar até 60-70% da população, envolvem o sistema venoso, ou seja, os vasos que transportam sangue de volta para o coração. Já as artérias são responsáveis por transportar o sangue do coração para o resto do corpo.

“O diagnóstico de uma doença vascular é feito ouvindo as queixas dos pacientes, fazendo um exame físico detalhado e pedindo exames complementares necessários. É importante lembrar que algumas doenças são silenciosas e, por isso, a consulta de rotina também é fundamental para o cuidado com a saúde vascular”, afirma o presidente da SBACV, Julio Peclat.

Mortes

Entre os principais problemas vasculares estão a trombose venosa profunda (TVP), doença arterial periférica (DAP), linfedema, doença carotídea, pé diabético, aneurisma de aorta abdominal (AAA), embolia pulmonar (EP), varizes e o acidente vascular cerebral (AVC), que foi uma das principais causas de morte no Brasil em 2022.

De acordo com dados do portal de Transparência do Registro Civil, mantido pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, o AVC matou 114,6 mil pessoas no ano passado. O número equivale à média de 13 óbitos por hora, ou 313 por dia.

No caso do AVC, especialistas citam alguns sinais de alerta como dificuldade para falar e entender o que outros estão falando; paralisia ou dormência no rosto, braço ou perna, em apenas um lado do corpo; dor de cabeça súbita e intensa; tontura que pode ser acompanhada por vômitos; perda da coordenação motora; visão turva ou perda de visão em um ou ambos os olhos. A procura de atendimento nestes casos deve ser imediata.

Diversos sintomas mais leves, de acordo com a SBAVC também merecem atenção para buscar os primeiros cuidados à saúde vascular, entre eles as varizes, vasinhos, sensação de peso nas pernas, desconforto, inchaço e formigamentos.

Orientações

Segundo Mateus Borges, diretor de publicações da SBACV, depois do diagnóstico o médico especialista encaminhará o paciente para iniciar a série de cuidados necessários para evitar o agravamento do quadro.

“Os tipos de tratamento são diversos, dependendo de cada caso, e podem ser feitos com medicamentos, cirurgias ou outros procedimentos menos invasivos, além de mudanças simples nos hábitos de vida. Em alguns casos, é aconselhável uma equipe médica multidisciplinar, que, além do angiologista ou cirurgião vascular, pode envolver um cardiologista, neurologista, endocrinologista, clínico geral, obstetra, entre outros”, explica Mateus Borges. 

Entre as orientações fundamentais de prevenção a problemas nas artérias, veias e vasos linfáticos está a doção de hábitos saudáveis como não fumar, evitar o consumo de bebidas alcoólicas; alimentar-se de forma saudável, praticar atividade física; controlar pressão arterial e do colesterol e o estresse. Também é indicado conhecer o histórico de saúde familiar e, em caso de qualquer sintoma, procurar um médico especialista.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Vida e Saúde
Sobre o blog/coluna
Ver notícias
Curitiba, PR
10°
Chuviscos

Mín. 10° Máx. 11°

10° Sensação
3.6km/h Vento
98% Umidade
100% (2.57mm) Chance de chuva
06h52 Nascer do sol
05h35 Pôr do sol
Seg 14° 11°
Ter 16°
Qua 19°
Qui 19°
Sex 20°
Atualizado às 09h02
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,17 +0,00%
Euro
R$ 5,61 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,07%
Bitcoin
R$ 377,719,20 +0,18%
Ibovespa
124,305,57 pts -0.34%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Publicidade