18°C 29°C
Maringá, PR
Publicidade

Com boom populacional, Fazenda Rio Grande recebeu R$ 12 milhões para obras urbanas desde 2019

Desde que era um distrito de Mandirituba, Fazenda Rio Grande tem recebido grandes contingentes de trabalhadores oriundos do Interior em busca de t...

10/02/2023 às 11h36 Atualizada em 11/02/2023 às 11h39
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:

Município paranaense que proporcionalmente mais cresceu na última década, Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, conta com o apoio do Governo do Estado para atender aos desafios da infraestrutura urbana decorrentes do aumento populacional.

Desde 2019, por exemplo, a Secretaria de Estado das Cidades já repassou R$ 12,3 milhões para a cidade, que, entre 2010 e 2022, passou de 81.687 para 167.315 habitantes, de acordo com dados preliminares do Censo, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Atualmente R$ 5,8 milhões estão em execução, R$ 7,2 milhões estão em fase de projeto ou análise e R$ 976 mil estão sendo licitados.

São obras como a pavimentação da Avenida das Américas, a marginal da BR-116, na entrada da cidade, que vai fazer o acesso do bairro Pátria Minha à Vila Capocu. Em fase final está a pavimentação de ruas no bairro Estado, também conhecido como Santa Maria. São 13 trechos de ruas que foram pavimentadas, trazendo uma cara nova para o local, uma antiga ocupação irregular que passou por um processo de regularização fundiária promovida pela prefeitura municipal e pelo Governo.

“Até uns anos atrás aqui era um barro só e quando chovia era um sofrimento, inclusive carro ficava encalhado. Eu trabalhava nessa época de dia e quando chovia tinha que colocar uma sacolinha no pé para poder ir trabalhar. Com esse asfalto melhorou muito. É uma evolução para a gente”, diz o comerciante Dicarlos Pereira, 46 anos, morador do Estado.

Desde que era um distrito de Mandirituba, Fazenda Rio Grande tem recebido grandes contingentes de trabalhadores oriundos do Interior em busca de trabalho e renda em Curitiba. A migração se acentuou nos anos 90 e na primeira década deste século.

Dicarlos é um exemplo desse processo. Ele chegou ao município em 1997, com a esposa Andrea, dois filhos pequenos “e um sacola de roupa nas costas, sem conhecer ninguém”. À época, Dicarlos decidiu deixar a difícil vida de boia-fria em Ibema, no Oeste, em busca de oportunidade na Capital.

“Só não tínhamos onde morar. Aí na rodoviária de Curitiba nos disseram que em Fazenda Rio Grande tinha casa boa. Pegamos o ligeirinho e viemos para cá”, conta Di Carlos. A mudança, diz, deu certo. “Temos nosso comércio e criamos três filhos, que tem seus empregos, casaram e fizeram sua vida, todos aqui perto da gente, ainda bem”.

O apoio do governo estadual é celebrado pelo prefeito de Fazenda Rio Grande, Marco Marcondes. “A nossa parceria é extremamente importante para o desenvolvimento e estruturação do nosso município. Com o apoio da Secretaria das Cidades fizemos a pavimentação quase que completa do Santa Maria, um dos lugares mais periféricos da cidade em que as pessoas nem sonhavam em ter pavimentação, calçadas em paver e toda a estruturação que um bairro precisa. No bairro Iguaçu, tivemos a pavimentação da Rua Açungui, uma das mais antiga de Fazenda Rio Grande. E agora temos também a obra na Avenida das Américas”, diz.

O secretário de estado das Cidades, Eduardo Pimentel, afirma que esse trabalho conjunto entre Estado e municípios tem como foco a melhora da vida das pessoas. “O objetivo da Secretaria das Cidades é justamente esse. É uma secretaria que traz um impacto direto e real nas ruas e nos bairros. Estamos conseguindo ajudar Fazenda Rio Grande a superar esse desafio urbanístico, assim como nos colocamos como parceiros de todos os municípios do Paraná”, afirma.

Ele também lembrou que o Governo do Estado concluiu a reforma para ampliação em 30% da capacidade do Terminal de Ônibus de Fazenda Rio Grande, em um investimento de cerca de R$ 980 mil, e a entrega de 60 abrigos para pontos de ônibus, somando um investimento de R$ 297 mil ao município. Em 2019 ainda houve a implementação das linhas do transporte coletivo metropolitano F71 – FAZENDA/GUADALUPE e I11 – ARAUCÁRIA/FAZENDA, facilitando as conexões com a Capital.

OUTROS INVESTIMENTOS– Outro investimento grande que terá impacto direto na cidade será o Novo Contorno Sul de Curitiba . Estimada em R$ 550 milhões, a nova rodovia será uma continuação da atual PR-423, na ligação entre a Rodovia do Xisto, em Araucária, com Curitiba e Fazenda Rio Grande, na BR-116. O novo trecho contará com pavimento em concreto e vai funcionar como um segundo anel de desvio na região sul da Capital, tirando cerca de 25% do tráfego do atual Contorno Sul na região da Ceasa.

Na saúde, foi liberado em janeiro um pacote de investimentos para o município, num valor total de R$ 10,1 milhões . Os recursos serão destinados para a licitação de uma nova unidade de Pronto Atendimento (PAM), de um Centro de Fisioterapia, além de investimentos em áreas como Atenção Primária e aquisição de veículos. Na educação, Fazenda Rio Grande é parte do projeto de substituição de todas as salas de aula de maneira por eco construções, num investimento de mais de R$ 100 milhões para todo o Estado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Sem foto
Sobre o município
Ver notícias
Maringá, PR
27°
Tempo nublado

Mín. 18° Máx. 29°

29° Sensação
2.85km/h Vento
66% Umidade
89% (4.25mm) Chance de chuva
05h34 Nascer do sol
07h06 Pôr do sol
Dom 27° 17°
Seg 28° 18°
Ter 31° 18°
Qua 33° 20°
Qui 32° 20°
Atualizado às 13h09
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 4,93 +0,01%
Euro
R$ 5,31 +0,12%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,51%
Bitcoin
R$ 229,803,89 -1,56%
Ibovespa
127,093,57 pts 0.86%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Anúncio